Capitolio


90,5% das seguradoras adotam critérios ASG

24 de setembro 2021

Pesquisa da CNseg, junto a 34 empresas, será divulgada na Conseguro 2021  

Entre as empresas brasileiras representadas pela Confederação Nacional das Seguradoras – CNseg, a maioria absoluta adota critérios Ambiental, Social e de Governança (ASG) em seu planejamento estratégico. Essa proporção chegou a 90,5%, em 2020, segundo pesquisa realizada pela entidade junto a 34 seguradoras que constituem 84% de toda a representação da CNseg.

O Relatório de Sustentabilidade do Setor de Seguros, sobre a incorporação de práticas sustentáveis, será divulgado no painel “Integrações das questões ASG nas operações do setor de seguros” durante a Conseguro 2021, evento da CNseg, o maior do mercado segurador brasileiro. Em sua décima edição, este ano, a conferência ocorrerá entre 27 de setembro e 1 de outubro, será virtual, interativa, gratuita e traduzida para a Libras, a Língua Brasileira de Sinais.

“A pandemia acelerou o debate sobre o impacto dos riscos ASG para as empresas. Hoje, as que têm boas métricas de ASG são as mais resilientes e geram mais valor a longo prazo. Isso acontece porque elas gerenciam melhor os riscos e oportunidades socioambientais e possuem governança robusta, o que lhes permite atravessar com mais tranquilidade períodos turbulentos como os atuais”, afirma a Diretora-Executiva da CNseg, Solange Beatriz Palheiro Mendes.

O tripé de sustentabilidade representado pela ASG já influencia as decisões de investimento e de análise de risco de 47,4% das empresas consideradas na pesquisa. Entre outras decisões estratégicas norteadas pelos princípios ASG estão o engajamento de clientes e parceiros comerciais. Segundo a pesquisa, 65% das empresas afirmaram que seus analistas e gestores passaram por treinamentos relacionados a esses temas em 2020. No mesmo ano, 45% das empresas também ofereceram treinamentos periódicos sobre esses princípios para suas lideranças.

Um dos estímulos à aplicação desses critérios na estratégia dos negócios é a inclusão de questões ASG nas metas de desempenho da alta liderança, o que foi verificado em 20% das empresas consultadas. Uma proporção ainda maior (85%), já considera os critérios ASG na homologação e contratação de fornecedores e prestadores de serviços.

A CNseg realiza o monitoramento de indicadores de sustentabilidade do setor desde 2015, com o objetivo de ampliar os horizontes de análise e apontar caminhos para o enfrentamento dos desafios dos negócios pelas associadas, bem como prestar informações qualificadas à sociedade.

Serviço:

Conseguro 2021  

Palestrantes: Vinicius Brandi – Diretor da SUSEP e Sergio Besserman Vianna – Economista, Ecologista, Coordenador Estratégico do Climate Reality Project no Brasil e Curador de Clima e Sustentabilidade do Museu do Amanhã.

Debatedoras: Fátima Lima – Presidente da Comissão de Integração ASG–CIASG e Diretora de Sustentabilidade da MAPFRE e Samya Paiva – Membro da Comissão de Gestão de Risco da CNseg e Diretora de Risk Management da Zurich Brasil Seguros. Moderadora: Solange Beatriz Palheiro Mendes – Diretora Executiva da CNseg

Referência: CNseg