Capitolio


Vendas de seguros contra hackers devem crescer 136%

20 de outubro 2021

Previsão da Fenseg é de prêmios de R$ 101,7 milhões neste ano, contra R$ 43 milhões em 2020

O temor de ter os dados roubados virou rotina nas reuniões do alto escalão das empresas de qualquer porte. Não é para menos. “Em 2021, a previsão é que ocorra a cada 11 segundos um ataque de ransomware nas empresas”, afirma João Fontes, gerente de linhas financeiras da AIG, líder no Brasil e mundial neste nicho. Os custos globais com danos de ransomware, segundo ele, devem chegar a US$ 20 bilhões neste ano. “Em 2015, esse valor era de US$ 325 milhões. Em 2025, o crime cibernético deve trazer US$ 10,5 trilhões de prejuízo às empresas”, diz.

O crescimento da demanda está relacionado também à violação de informações confidenciais e eventuais procedimentos administrativos aos quais a empresa terá de responder, especialmente por conta da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Segundo Hellen Fernandes, gerente de linhas financeiras da Zurich no Brasil, o total de prêmios emitidos pela seguradora em 2020 cresceu 217%, se comparado a 2019. “No primeiro semestre de 2021 já alcançamos quase o mesmo valor em prêmios emitidos em todo o ano passado. Ou seja, comparando ao primeiro semestre de 2020, o crescimento foi de aproximadamente 109%.”

Veja mais

Autor: Denise Bueno
Referência: Valor Econômico