Capitolio


Covid dá novo salto e hospital amplia área de emergências

07 de janeiro 2022

Einstein, Sírio, BP e HCor têm mais coronavírus e menos influenza 

Hospitais privados da cidade de São Paulo que atendem os públicos de renda média e alta viram, nesta semana, o número de casos de covid-19 ultrapassar os de influenza. Entre eles, estão os hospitais Albert Einstein, Alemão Oswaldo Cruz, BP-Beneficência Portuguesa, HCor, Rede D’Or e Sírio-Libanês.

Mas o volume de internação de pacientes acometidos pelo novo coronavírus é baixo. Não há relatos de adiamento de cirurgias, falta de leitos de UTI ou de apartamentos, até o momento. Ao contrário das áreas de pronto-socorro, que estão lotadas, com filas de espera de quatro horas, em média, devido a atendimentos simultâneos de covid, gripe e outros vírus.

No Albert Einstein, havia apenas seis pacientes com covid internados no Natal, há menos de quinze dias. Ontem, esse número saltou para 60 pessoas. “Havia uma expectativa do paciente zero [não ter ninguém internado], mas infelizmente não ocorreu. Agora, o que nos surpreendeu foi o grande volume de casos”, disse Claudia Laselva, diretora da unidade Morumbi do Hospital Albert Einstein.

O Sírio-Libanês tinha, na terça-feira, 39 pessoas internadas com suspeita ou confirmação de covid e 30 para influenza.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico