Capitolio


Prudential avalia oportunidades em novatas na AL

10 de janeiro 2022

A seguradora americana Prudential está de olho em empresas novatas na América Latina e no Brasil. Por meio da PruVen Capital, gestora de “venture capital” criada no fim de 2020, tem avaliado negócios ligados à inovação nas áreas de seguros, gestão de recursos, saúde, serviços financeiros e tecnologia.

Com aportes previstos entre US$ 5 milhões e US$ 10 milhões, a gestora analisa atualmente três startups na região. No alvo estão operações que possam catalisar mudanças dentro do próprio grupo e que estejam “mais ou menos consolidadas para investimentos série A”, diz Erick Kluft, diretor de estratégias e riscos da Prudential Financial no Brasil.

“A gente busca empresas que, além do retorno financeiro, tenham alguma sinergia com o grupo, que possam contribuir para crescimento, seja em produtos, distribuição, novos métodos ou processos de controle operacionais”, afirma Kluft. A ideia é não ter mais do que 30% de participação em negócios que já foram de alguma forma testados e têm potencial de se tornar “icônicos”.

Foi a partir da mudança da liderança do grupo, em 2019, que a Prudential colocou holofotes em negócios complementares à sua atividade principal, com o desejo de orbitar no mundo da inovação. Atraiu como sócio-fundador para a PruVen Ramneek Gupta, um dos investidores anjos da Robinhood, e que foi por quase uma década diretor de investimentos de venture capital dentro do Citi globalmente.

Veja mais

Autor: Adriana Cotias
Referência: Valor Econômico