Capitolio


Seguro contra chuvas pode reduzir impacto para prefeituras

04 de abril 2022

Simulação feita em Petrópolis aponta que, neste ano, cidade teria gasto R$ 2,7 milhões em prêmio e recebido R$ 30,7 milhões no sinistro

Na simulação de seguro paramétrico para Petrópolis, a Newe Seguros avaliou o volume de chuvas entre 1º e 20 de fevereiro. De 2017 a 2021, a média acumulada de chuvas foi de 163 milímetros em Petrópolis. De 2018 a 2021, no entanto, o acumulado foi de 279 milímetros. Em 2019, 2020 e 2022 choveu acima de 300 milímetros nesses dias.

O gatilho definido na simulação foi o volume de chuvas acumulado acima de 300 milímetros entre 1 e 20 de fevereiro. Ou seja, o sinistro seria acionado caso chovesse mais do que esse índice estabelecido. A indenização foi calculada em até R$ 100 por habitante e prêmio de R$ 8,88 por habitante, mas os valores podem ser adaptados conforme a demanda do contratante.

O valor da indenização estaria atrelado ao volume de chuvas. “A cada milímetro a mais que chover acima dos 300 milímetros é pago R$ 1 por habitante, com limite até 400 milímetros e R$ 100 por pessoa”, explicou Rodrigo Motroni, vice-presidente da empresa.

Veja mais

Autor: Rafael Walendorff
Referência: Valor Econômico