Capitolio


Aporte em startups cresce 300% em dois anos

07 de abril 2022

No ano passado, 65 healthtechs receberam investimentos que totalizaram US$ 530 milhões

Os últimos dois anos foram desafiadores para a saúde, mas tiveram como efeito positivo o forte avanço de startups especializadas.

O estudo Inside HealthTech Report – Retrospectiva 2021 e Tendências 2022, revelou a existência de 1.002 startups no setor, salto de 55% em relação às 645 de 2020. O investimento também foi recorde em dez anos, passando de US$ 2,7 milhões em 2011 para US$ 530,6 milhões em 2021 – quatro vezes mais do que os US$ 127,8 milhões de 2020.

Os investimentos foram aportados em 65 empresas em 74 rounds, sendo 27 de US$ 1 milhão, 18 de US$ 5 milhões e três de US$ 50 milhões. Não há um unicórnio, mas há três fortes candidatas, pelo menos: Alice, dr.consulta e Bionexo.

“Houve ainda uma diversificação de categorias; pelo menos oito que tinham um número inexpressivo em 2020 surgiram em 2021. Em 2022, o investimento deve crescer cerca de 50%. Em janeiro e fevereiro, já foi 35% superior a igual período de 2021”, diz Gustavo Araújo, cofundador do Distrito.

Veja mais

Autor: Carmen Nery
Referência: Valor Econômico (Especial Saúde)