Capitolio


Einstein põe R$700 milhões em pesquisa e ensino em SP

22 de abril 2022

Hospital investe em meio ao aumento da competição no setor

Com investimento de R$ 700 milhões, o Hospital Albert Einstein abre hoje as portas de seu novo centro de pesquisa e ensino com uma área de 4 mil m², anexo ao hospital, no bairro do Morumbi, em São Paulo.

Uma estrutura desse porte, que conta com modernos laboratórios e equipamentos, é também uma forma de atrair e reter pesquisadores e médicos renomados num momento de forte competição no setor. Os hospitais filantrópicos estão perdendo profissionais de primeira linha para grupos consolidadores como Rede D’Or e Dasa que, além de oferecerem remunerações polpudas, estão investindo em centros de pesquisa. Recentemente, o Hospital Sírio-Libanês anunciou a criação de um fundo patrimonial de R$ 100 milhões com foco em pesquisa, diante do atual cenário competitivo.

Do investimento total no novo instituto, o Einstein tirou R$ 550 milhões do caixa do hospital e a outra fatia de R$ 150 milhões veio de doações de empresas e pessoas físicas. O projeto foi idealizado há três anos, quando foi orçado em R$ 400 milhões. Esse aumento deveu-se, principalmente, à alta do dólar, uma vez que boa parte dos equipamentos dos laboratórios é importada.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico