Capitolio


Número de fundos de pensão com déficit tem crescimento

22 de abril 2022

Os fundos de pensão tiveram déficit de R$ 36,4 bilhões em 2021, segundo a Abrapp, associação que representa o setor.

O resultado implicaria a necessidade de equacionamento dos resultados negativos na maioria dos fundos de benefício definido, segundo o presidente da entidade, Luís Ricardo Martins. Mas a Abrapp quer mobilizar os reguladores para que a medida não seja imposta, ao menos este ano. Isso poderia ocorrer porque, para o executivo, o movimento foi conjuntural e a recuperação já está em evidência.

Segundo a Abrapp, 280 planos apresentaram resultado negativo em 2021 — número superior a 2020, quando foram 223 — e 61% do déficit ficou concentrado em 10 deles. Por outro lado, 296 planos tiveram superávit no ano passado, ante 361 um ano antes.

O resultado negativo do sistema em 2021 teve impacto de fatores como a inflação, o recuo do Ibovespa e o cenário externo. Os primeiros números de 2022 ainda não foram oficialmente apurados, mas as estimativas apontam uma recuperação do déficit, garante Martins. A Abrapp calcula que, em janeiro e fevereiro, cerca de R$ 5 bilhões do resultado negativo dos fundos de pensão foi revertido.

Veja mais

Autor: Juliana Schincariol
Referência: Valor Econômico