Capitolio


Planos de saúde têm prejuízo operacional de quase R$ 1 bi

28 de abril 2022

O desempenho refletiu o aumento das despesas médicas, devido à segunda onda de covid-19 e à retomada de procedimentos adiados no primeiro ano da pandemia

O mercado de planos de saúde encerrou o ano passado com um prejuízo operacional de R$ 919,7 milhões, o que representa uma queda relevante em relação ao desempenho de 2020, quando o setor apurou um resultado positivo de R$ 18,7 bilhões, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Considerando a última linha do balanço, que leva em conta também os ganhos financeiros, as operadoras de planos de saúde tiveram lucro líquido de R$ 2,6 bilhões em 2021, ante R$ 17,5 bilhões no ano anterior.

A perda operacional é reflexo do aumento das despesas médicas, que subiram em 2021 devido à segunda onda da covid-19, que ocorreu em março, e à retomada de procedimentos médicos não realizados durante o primeiro ano de pandemia.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico