Capitolio


Participantes do Postalis buscam reparação nos EUA

12 de maio 2022

Participantes do Postalis (fundo de pensão dos Correios) tentam uma nova cartada para recuperar recursos desviados que levaram a um rombo no patrimônio anos atrás. O alvo é o banco BNY Mellon, em Nova York, de quem buscam indenização.

O Postalis era cliente da instituição no Brasil, que teve ex-dirigentes diretamente ligados aos escândalos do fundo de pensão.

Para tentar obter os recursos, contrataram o advogado André de Almeida, do escritório Almeida Advogados, que conduziu a ação coletiva que resultou em um acordo bilionário entre a Petrobras e investidores nos Estados Unidos. A estratégia inclui juntar provas e evidências por meio de um procedimento conhecido como “discovery” (descoberta), permitido pela Justiça americana.

O Postalis já tentou esse mesmo caminho pela Justiça americana há alguns anos, sem sucesso. Agora, Almeida entrou com o pedido pela Associação dos Profissionais dos Correios (Adcap), e conta com o apelo de representar milhares de carteiros – na ativa ou aposentados – que foram prejudicados pelos desvios.

Veja mais

Autor: Juliana Schincariol
Referência: Valor Econômico