Capitolio


Participantes do Postalis buscam reparação nos EUA

12 de maio 2022 Paulo Araripe Jr.

Participantes do Postalis (fundo de pensão dos Correios) tentam uma nova cartada para recuperar recursos desviados que levaram a um rombo no patrimônio anos atrás. O alvo é o banco BNY Mellon, em Nova York, de quem buscam indenização.

O Postalis era cliente da instituição no Brasil, que teve ex-dirigentes diretamente ligados aos escândalos do fundo de pensão.

Para tentar obter os recursos, contrataram o advogado André de Almeida, do escritório Almeida Advogados, que conduziu a ação coletiva que resultou em um acordo bilionário entre a Petrobras e investidores nos Estados Unidos. A estratégia inclui juntar provas e evidências por meio de um procedimento conhecido como “discovery” (descoberta), permitido pela Justiça americana.

O Postalis já tentou esse mesmo caminho pela Justiça americana há alguns anos, sem sucesso. Agora, Almeida entrou com o pedido pela Associação dos Profissionais dos Correios (Adcap), e conta com o apelo de representar milhares de carteiros – na ativa ou aposentados – que foram prejudicados pelos desvios.

Veja mais

Autor: Juliana Schincariol
Referência: Valor Econômico