Capitolio


Qsaúde começa a oferecer convênio médico por adesão

08 de junho 2022

Vanessa Gordilho, diretora-geral da Qsaúde, afirma que demanda por plano coletivo envolve questão cultural

O empresário José Seripieri Filho voltou ao mercado de planos de saúde por adesão, mas dessa vez, Júnior, como é conhecido, está do outro lado do balcão. Sua operadora, a Qsaúde, lançou um convênio médico na modalidade adesão e não há previsão de que o novo produto seja vendido pela Qualicorp – maior administradora desse setor fundada por Júnior, que se desfez de sua participação acionária em 2020.

Ao deixar a Quali, Júnior firmou um acordo para não atuar no mercado de administração de planos de saúde por adesão até 2026. Quando a criou a Qsaúde, em janeiro 2021, o empresário concentrou-se na oferta de plano individual. Como operadora, a empresa pode oferecer qualquer das quatro modalidades previstas pela legislação: individual, corporativo, por adesão e PME, para pequenas e médias empresas. Só que na modalidade adesão a venda não pode ser direta, precisa passar por uma administradora de benefícios. A primeira empresa a comercializar o adesão da Qsaúde é a TecSaúde.

Além do adesão, a Qsaúde também começou a ofertar recentemente convênios médicos para empresas de menor porte (PME) – um dos segmentos que mais cresce no atual cenário de queda no emprego formal. A empresa também entrou na modalidade corporativa no ano passado.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico