Capitolio


SulAmérica Investimentos estreia carteira imobiliária

24 de junho 2022

Companhia ligada à seguradora prepara FoF que vai fazer alocação em CRIs e pode comprar cotas de outros fundos listados na B3.

A SulAmérica Investimentos vai estrear no segmento imobiliário por meio de um fundo de fundos (FoF). Com cerca de R$ 50 bilhões sob gestão, a companhia ligada à seguradora recém-comprada pelo grupo hospitalar Rede D’Or tem investido em novas verticais. Adicionou equipes e se vale da participação que detém na Órama para fazer oferta de produtos financeiros de terceiros, emulando os serviços de uma plataforma de investimentos aberta para o varejo.

O FoF vai fazer alocação em certificados de recebíveis imobiliários e pode comprar cotas de outros fundos listados na B3. “Como o mercado passou na pandemia um período de crescimento mais baixo, com a alta das taxas de juros houve uma reavaliação de muito ativo e os fundos imobiliários listados tiveram ajustes importantes nas suas cotas”, diz Marcelo Mello, vice-presidente de investimentos, vida e previdência da SulAmérica. “É uma oportunidade para analisar as melhores teses.”

Na largada, o foco vão ser cotas de fundos “de papel”, com títulos que lastreiam o financiamento do setor, o que significa que, na prática, vai ser um FoF de crédito. “Num primeiro momento, a gente decidiu olhar para as estruturas mais líquidas com foco em renda e menos em ‘tijolo’ [o lastro em imóveis físicos].” O regulamento permite esse tipo de alocação. A meta de retorno é IPCA mais o IMA-B 5 (de títulos atrelados à inflação com prazo de até cinco anos) e um adicional de 2,5% ao ano.

Veja mais

Autor: Adriana Cotias
Referência: Valor Econômico