Capitolio


Piso de enfermagem impacta hospitais menores e intensifica consolidação, diz Rede D’Or

17 de agosto 2022 Paulo Araripe Jr.

Na sexta-feira, a Santa Casa de Belo Horizonte conseguiu um bloqueio judicial R$ 3 milhões, por mês, para arcar com aumento dos custos com folha de pagamento

O piso nacional de enfermagem, que atualmente está sendo questionado na Justiça, vai impactar pequenos e médios hospitais e acelera a consolidação no setor.

“Muitos hospitais que vinham com resultado positivo, poderão reverter para negativo”, disse Paulo Moll, presidente da Rede D’Or, durante teleconferência para analistas e investidores sobre o balanço do segundo trimestre.

A Rede D’Or informou que, em sua estratégia de aquisições, a prioridade são hospitais. Para negócios de oncologia e medicina diagnóstica, a preferência é por crescimento orgânico.

Entidades do setor de saúde entraram, na semana passada, com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o piso salarial nacional para enfermeiros, reclamando da falta de financiamento para arcar com o aumento salarial da categoria. Houve uma promessa do governo de que o setor teria algum tipo de contrapartida pelo aumento de custos do piso.

“O pleito é baseado na forma como a lei foi criada, em ano eleitoral, a toque de caixa. Havia uma promessa de subsídio, que não foi apresentada até agora. A ADI é uma iniciativa de todo o setor de saúde, que se uniu, acredito que teremos êxito”, disse Rafael Cardoso Cordeiro, diretor financeiro e de relações com investidores da rede de hospitais Mater Dei, em teleconferência para analistas na semana passada.

Veja mais

Autor: Beth Koike
Referência: Valor Econômico