Capitolio


Ferramentas podem ajudar a mitigar risco de catástrofes

26 de setembro 2022 Paulo Araripe Jr.

Uso de inteligência artificial e aprendizado de máquina permite a seguradoras prevenir efeitos de problemas

A indústria de seguros é a que mais enfrenta a pressão de mudanças devido a eventos catastróficos no mundo, afirmou o especialista de indústria financeira e seguros para os EUA da Microsoft, Mark Crow, durante o InsurTech Connect (ITC), em Las Vegas. “Há uma série de cenários que impactam o setor, desde catástrofes climáticas até questões macroeconômicas, como inflação, recessão e alta de juros”, disse.

Na visão do especialista, o setor como um todo – seguradoras, corretoras e provedoras de serviços – tem de se preparar para cenário que vão ficar cada vez mais complexos. “As novas tecnologias podem ajudar, mas é precisa saber o que é realmente relevante e como aplicar”, explicou.

Para o especialista de seguros da Microsoft Brian Cartwright, “na perspectiva das catástrofes, vamos ter eventos cada vez maiores e mais frequentes”. De acordo com o executivo, “para nos preparar precisamos de muitos dados e poder computacional”.

Cartwright ponderou que o uso de ferramentas como inteligência artificial e aprendizado de máquina pode aprimorar a habilidade das seguradoras de prevenir em maior escala os efeitos de muitos problemas, como, por exemplo, moradores deixarem áreas com previsões de catástrofes em potencial.

Veja mais

Autor: Sérgio Tauhata
Referência: Valor Econômico