Capitolio


Aumento de custos eleva franquia do seguro frota

21 de dezembro 2022 Paulo Araripe Jr.

O seguro para frotas de automóveis, caminhões e ônibus enfrenta um ano desafiador, com reajustes de preços e franquias acima de 30%.

Mozart Silva, superintendente de auto frota da Porto Seguro, conta que o segmento passa por uma instabilidade, impactado principalmente pela crise de suprimentos e a supervalorização dos carros novos e seminovos. “Podemos até considerar que o aumento foi mais intenso em frotas do que no seguro individual, em função das características dos veículos como, por exemplo, caminhões.”

O seguro frota é contabilizado nas estatísticas do seguro automóvel e representou cerca de 20% das vendas de R$ 41,3 bilhões de janeiro a outubro, alta de 34% em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da CNseg, a confederação nacional das seguradoras. Já as indenizações avançaram 40%, para R$ 25,4 bilhões.

Na Porto, a modalidade frotas responde por 25% da venda da carteira de veículos, sendo composta por 64% de automóveis, 3% de ônibus e 33% de caminhões. A carteira de frotas avançou cerca de 10% em bens segurados no terceiro trimestre e cerca de 45% em volume, o que sinaliza forte reajuste de preços. “O crescimento está relacionado à economia e comportamento do consumidor, com aumento forte nas entregas de mercadorias e terceirização de frotas”, diz.

Veja mais

Autor: Denise Bueno
Referência: Valor Econômico