Capitolio


Aposentados questionam indicação de Henrique Jäger à presidência da Petros

28 de junho 2023 Paulo Araripe Jr.

Núcleo de Cidadania Petroleira (NCP), formado por funcionários ativos e aposentados da estatal, afirma que petroleira está influenciando escolha e ferindo governança da instituição

Às vésperas de o conselho deliberativo da Petros (fundo de pensão dos funcionários da Petrobras) receber a lista tríplice para definir o nome do novo presidente da entidade, um grupo de aposentados se movimenta contra a indicação do economista Henrique Jäger ao posto.

Em cartas enviadas para Petros, Petrobras, Ministério Público, Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) e Tribunal de Contas da União (TCU), o Núcleo de Cidadania Petroleira (NCP), formado por funcionários ativos e aposentados da estatal, afirma que a empresa está influenciando a escolha do novo presidente e ferindo a governança da instituição.

O movimento é parecido com o de aposentados da Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, que há alguns meses questionou a indicação, já formalizada, de João Fukunaga à presidência da entidade, apesar da inexperiência no setor previdenciário.

Veja mais

Autor: Juliana Schincariol
Referência: Valor Econômico